• pzorzodias

O gerenciamento de contratos pode ser a saída para mitigar os riscos do seu empreendimento!

A gestão de contratos pode ser conceituada como o processo de acompanhamento de contratos, desde a sua criação até a plena execução, sendo que as principais atividades abrangem a análise de desempenho em relação aos termos do contrato para maximizar o desempenho operacional e mitigar riscos financeiros. Em resumo, a forma como cada parte analisa e executa as cláusulas é o que definirá a qualidade e resultados de sua gestão. Independentemente do tipo de negócio que o empreendedor possuir, os contratos formam a espinha dorsal de todo relacionamento que uma organização mantém com as partes interessadas, como fornecedores, parceiros e clientes.


Sendo assim, é importante entender que existe um ciclo de vida contratual que deve ser gerenciado com o objetivo de garantir que as partes contratantes entendam e cumpram as suas responsabilidades. Existe a fase primária que envolve o contato inicial entre as partes, na sequência é negociado e aprovado pelos envolvidos, e por fim, é formalmente executado para garantir o cumprimento das obrigações do acordo. Cada contrato tem seu período legítimo, sendo que alguns são limitados por um período, enquanto outros são motivados por eventos específicos. Entre as razões mais comuns que demandam gerenciamento de alto nível é pelo aumento do volume e complexidade de contratos, pressão crescente para reduzir custos, a necessidade de otimizar o desempenho financeiro e operacional, novos requisitos regulamentares, entre outros.


É imprescindível que um profissional especialista em contratos acompanhe cada processo descrito, para que seja possível proporcionar a execução das atividades pretendidas por cada uma das partes, uma vez que o não cumprimento dessas obrigações de desempenho, suporte ou pagamento poderá resultar em violação contratual, multas e perdas. Além disso, faz parte do ciclo de vida do contrato gerenciar prazos, renovações e o relacionamento vigente com clientes e fornecedores para evitar penalidades e pagamento excessivo de serviços ou renovações desnecessárias.

Fonte da Imagem: josecarlosfortes.com.br/gestão-e-inovação

29 visualizações