• pzorzodias

Já ouviu falar em sociedade do tipo Holding? O texto de hoje te explicará tudo!

A figura da holding se tornou cada vez mais comum no Brasil e entre seus principais objetivos estão a blindagem patrimonial e planejamento sucessório. Seu uso pode ser benéfico desde a função de gestão de bens familiares até a administração conjunta de empresas diversas através de uma estrutura central altamente eficiente.


A palavra holding deriva do inglês e quer dizer “guardar”, tendo ligação direta com o seu propósito, pois se trata de um tipo de organização societária diferenciada, onde há um grande exercício de poder e influência sobre as outras.


No Brasil, as holdings foram instituídas pela Lei das Sociedades Anônimas e pode ser definida pelas atividades que possuem seu objetivo social, pela área de atuação e não pela estrutura interna, divisão de cotas ou responsabilidade dos sócios.


Geralmente são criadas para monitorar o patrimônio individual e familiar de um indivíduo que possui seu controle administrativo e exerce seus poderes políticos corporativos. Ou seja, é classificada como holding a empresa que tem a maioria das ações de outras empresas e que possui o controle de sua administração e políticas empresariais.


Considera-se então holding empresarial uma pessoa jurídica que tem controle sobre outras pessoas jurídicas. Esta é muito utilizada em médias e grandes empresas e possui o objetivo de evoluir a estrutura de capital, além de criar e manter uma boa parceria com outras empresas.

Imagem: guithibes.jusbrasil.com.br/artigos

53 visualizações