• pzorzodias

É possível a atuação da advocacia extrajudicial no direito imobiliário? O texto de hoje responderá!

No texto da última semana explicamos quais são os principais aspectos da advocacia extrajudicial e as diversas vantagens em optar pela desjudicialização dos procedimentos que vão desde celeridade nas negociações dos conflitos e economia financeira em decorrência da desnecessidade de movimentação da máquina judicial.


O direito imobiliário, que é um dos ramos da advocacia, serve como exemplo para o trabalho exercido extrajudicialmente, uma vez que toda a análise preventiva e de incorporação do imóvel pode ocorrer de modo digital.


De forma preventiva, a realização do Due Diligence antes de iniciar as negociações de um imóvel é imprescindível, pois nessa fase será possível realizar a análise de risco. Trata-se da pesquisa que garante o selo de qualidade de um negócio que poderá auxiliar o empreendedor na compreensão de seus aspectos mais relevantes sobre as possibilidades de riscos, bem como auxiliar na tomada de decisão dos próximos passos.


Outra possibilidade de atuação extrajudicial é no cenário das negociações, na elaboração dos contratos imobiliários e no planejamento patrimonial, pois o profissional poderá exercer seu ofício, mesmo que à distância, ao analisar os documentos que são frutos do caso concreto e executar os instrumentos particulares necessários para atender a necessidade das partes.


Vale a pena lembrar que é de suma importância contar com os profissionais experientes nessa área para realizar esse tipo de demanda para a obtenção resultados eficientes, os quais vão trazer retornos positivos ao identificar possíveis dívidas mascaradas em um imóvel pretendido.


https://www.dino.com.br

23 visualizações